Começam as mobilizaçons contra o G8. O espectro antagonista percorre Europa

 
Aproxima-se a data. A maquinária antagonista está de novo à vista, esta vez na Europa. Milhares de pessoas derom a saida em Hamburgo (info:  https://hamburg.dissentnetzwerk.org/HamburgEspanio/DemonstracionInternational e fotos  http://www1.ndr.de/nachrichten/asem/asembilder2_org-asemindex2.html) as mobilizaçons contra o G8 nas que activistas procedentes (sobretodo) de diferentes pontos da Europa trataram de fazer frente ao espectáculo que os poderosos do planeta desenvolvem com calculado interesse.

Aproxima-se a data. A maquinária antagonista está de novo à vista, esta vez na Europa. Milhares de pessoas derom a saida em Hamburgo (info:  https://hamburg.dissentnetzwerk.org/HamburgEspanio/DemonstracionInternational e fotos  http://www1.ndr.de/nachrichten/asem/asembilder2_org-asemindex2.html) as mobilizaçons contra o G8 nas que activistas procedentes (sobretodo) de diferentes pontos da Europa trataram de fazer frente ao espectáculo que os poderosos do planeta desenvolvem com calculado interesse.

A materializaçom possível: a Europa da rebeldia. Só desde o conflito se pode construir hoje umha Europa mais justa; a Europa que gira em torno das reivindicaçom da renda (  http://galiza.indymedia.org/pt/2006/01/5907.shtml ), a mobilidade ( http://galiza.indymedia.org/pt/2005/10/4810.shtml )e as luitas em defessa do território ( http://galiza.indymedia.org/gz/2007/05/10833.shtml ).

Cómpre construir umha realidade política que, dentro e fóra das fronteiras da `Europa Fortaleça´, conjugue num espaço comum aos milhares que fazemos efectiva a revolta. Esse é o caminho das acçons que estamos por atravessar, tanto no marco próximo aos centros de convergência ( http://dissentnetzwerk.org/node/1191 ), como nas mobilizaçons que se estam a preparar na Galiza.

homepage:: http://galiza.indymedia.org read more: http://galiza.indymedia.org/gz/2007/05/11212.shtml

add a comment on this article